quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Halloween é festa cristã, então?



Era dia 31 de outubro de 1517 , que Martinho Lutero pregou suas 95 teses na porta da igreja em Wittenberg. Ele queria debater a venda de indulgências com seus colegas professores universitários. Ele escreveu em latim, mas as teses foram traduzidas para o alemão, e levadas para a imprensa, e permitiu que sua disseminação.

Por que o Halloween?

Claro que Lutero não estava brincando quando se aproximou da entrada da igreja em Wittenberg, mas é provável que não por acaso ele escolheu 31 de outubro. Há um outro ângulo para o Halloween que muitos não têm conhecimento mesmo cerca de 500 anos passados.A história de Halloween está envolta no mesmo mistério e confusão do feriado que é conhecida por celebrar. Alguns historiadores afirmam que a origem é realmente em festivais da colheita pré-cristãos, entre os pagãos, e que a ocasião foi posteriormente cristianizada quando o evangelho se espalhou pelo Império Romano, há quase dois milênios. Pode ser o caso de que as coisas começaram pagãs (como todos nós), mas pode ser que nós, cristãos, tenhamos deixado historiadores incrédulos obscurecerem as verdadeiras origens da festa de 31 de outubro.

"All Hallows 'Eve"
Uma coisa que está clara é da origem do nome e ela é cristã. O Halloween, em Inglês é a abreviação de " All Hallows ' Eve ", a noite anterior ao 01 de novembro, festa cristã de Todos os Santos (Hallows), que ao contrário do que muitos pensam ser uma celebração restrita à igreja católica, trata-se de um dia para lembrar e honrar a memória de todos os mártires e aqueles que em nossa história tiveram uma vida santa, devotada a Deus.


Quanto à "gostosuras ou travessuras", alguns afirmam que a celebração de "All Hallows 'Eve" pode ter se originado como tal ocasião para "fazer travessuras" com relação a Satanás, o mais arrogante dentre todas as criaturas, dando-lhe o que é mais ofensivo a sua arrogância: zombaria. Como Lutero dizia: " A melhor maneira de expulsar o diabo, se ele não vai ceder aos textos das Escrituras, é zombar e desprezar ele, pois ele não pode suportar o desprezo." Esse diabo orgulhoso.


Zombando do Diabo
Em seu livro "Concerning Halloween", James Jordan explica o raciocínio por trás disso : " para afastar Satanás de nós, o ridicularizamos". É por isso que surgiu o costume de retratar Satanás em um terno vermelho ridículo com chifres e uma cauda . (. . . )A idéia é ridicularizá-lo, porque ele perdeu a batalha com Jesus e ele não tem mais poder sobre nós. " Jordan continua... Assim, a derrota do mal e de poderes demoníacos está associada com o Halloween. Por esta razão, Martin Lutero afixou suas 95 desafios sobre as práticas perversas da Igreja no quadro de avisos na porta da capela de Wittenberg no Halloween. Ele escolheu o dia com cuidado, e desde então o Halloween também foi o Dia da Reforma Protestante.Quanto às crianças brincando de fantasiar-se "surgiu o costume de zombar do reino demoníaco ao vestir crianças com fantasias". De acordo com Jordan, a celebração do "All Hallows 'Eve" começou como "a brincadeira e ridicularização do paganismo pelo povo cristão", fato com o qual muitos historiadores tem problema, sem dúvida.


Famosa Primeira Tese

Indo além da data, e olhando para o que Lutero escreveu , vemos que a verdade de sua primeira tese poderia reverberar ao longo de sua vida, mesmo encontrando expressão em suas últimas palavras.
A primeira tese diz:
Quando nosso Senhor e Mestre Jesus Cristo disse: "Arrependei-vos ", Ele pretende que toda a vida dos fiéis fosse de arrependimento.
A vida cristã é feita do constante arrependimento. Pegar o caminho inverso do pecado e confiar na boa notícia de que Jesus salva os pecadores, não são meramente uma experiência inaugural, de uma só vez , mas a substância diária do cristianismo. O evangelho é para todos os dias e todos os momentos . O arrependimento é para ser contínua postura do cristão.


Famosas últimas palavras

Quase 30 anos depois, em 18 de fevereiro de 1546 , as últimas palavras de Lutero , escrita em um pedaço de papel , ecoou o tema humilde de sua primeira tese :

Nós somos mendigos! Isto é verdade.
Da primeira tese às últimas palavras, Lutero viveu ao pé da cruz, onde a nossa condição rebelde encontra-se com a beleza da graça abundante de Deus no evangelho de seu Filho, um evangelho profundo o suficiente para cobrir todas, pequenas e gigantescas, falhas de um mendigo como Lutero e mendigos como nós.




Para Todos os Santos
Por causa da graça de Deus e através de Lutero, 'All Hallows 'Eve" agora é tanto uma ocasião para chamar a atenção para o triunfo de Jesus sobre Satanás e seus anjos caídos, por meio de uma cruz sangrenta e de um túmulo vazio , bem como de um dia para agradecer a Deus , especialmente pelas Escrituras e as reformas iniciadas por santos imperfeitos como Lutero , Calvino, Zwinglio, e muitos visionários mais inomináveis.




Texto editado e traduzido por mim. 

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

“Que bonitinho… mas tá errado!”


"Estou a espera do meu príncipe, perfeito presente de Deus, que vai completar a minha vida" 

Ohhhh que romântico, que lindo... mas tá errado!

É a mais pura verdade, já sofri dessa ilusão... já machuquei e já fui machucada por achar que a vida era tipo conto de fadas, mas esse cara fala sobre o que entendo hoje e sobre o que infelizmente não é muito ensinado... 

Vale MUITO a leitura (e não é só pra mulheres, ok?)





Nos últimos anos temos visto o surgimento de ministérios dedicados a promover entre os jovens a valorização da pureza sexual e da espera em santidade pelo casamento. Não se pode negar que esses ministérios têm alcançado bons frutos. Em meio a tantos jovens que vivem mergulhados na lama da impureza e imoralidade, ministérios que tratem desses assuntos são de especial importância. Contudo, podemos perceber que o discurso de alguns desses ministérios, ao mesmo tempo que carrega méritos, também pode induzir certos jovens a uma expectativa irreal, uma espera por algo que simplesmente não existe. Com suas abordagens sobre “príncipes e princesas”, produzem uma visão excessivamente romântica da vida, própria dos contos de fadas, que é falsa e nunca se realizará. Exemplo disso está na frase abaixo, que foi publicada no Facebook por um desses ministérios:

“A pessoa de Deus para sua vida arranca sorrisos, e não lágrimas”.
A frase acima promove uma expectativa falsa, ilusória, pois simplesmente não existe a pessoa que só nos faça rir, posto que sempre estaremos lidando com pessoas pecadoras, tal como nós mesmos somos. As pessoas que amamos nos fazem chorar, da mesma forma que elas choram por nossa causa. Somos pecadores.

Quando alguém decide se casar, está casando com um ser humano, portanto, com um pecador. Ainda que seja um discípulo de Jesus, comprometido de todo coração em acertar, ainda assim é um pecador, falho, imperfeito. Portanto, muitas vezes o casamento não será um espaço de alegrias, mas um exercício de perdão. Paulo já nos disse que o amor é sofredor. Ele tudo sofre (I Co. 13:7).

Aquilo que só nos faz rir não é amor, mas é a paixão, cega, burra e ilusória.

Se Jesus nos diz que devemos perdoar nossos irmãos 70 vezes 7, certamente isso se aplica aos cônjuges. Antes de serem marido e mulher, os cônjuges são irmãos em Cristo, co-herdeiros da mesma graça de vida (I Pe. 3:7), e por isso o casamento é um vínculo em que se deve viver integralmente mandamentos como:

“Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo” (Ef. 4:32).

“Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou” (Cl. 3:13).


Se precisamos ter um coração perdoador, é porque sofreremos danos a serem perdoados.

Além disso, precisamos lembrar que o casamento cristão tem por propósito ser uma expressão da relação entre Cristo e a Igreja. Por isso, o casamento também deve ser visto como algo que Deus usa para nos fazer mais parecidos com Jesus, para moldar o nosso caráter. Um cônjuge que compreende esse propósito, não se fará cúmplice dos erros da outra parte. Não será como Safira, que foi cúmplice da mentira de Ananias. Muito pelo contrário, terá um coração disposto a, em amor, confrontar o pecado. E quando somos confrontados, muitas vezes choramos. Às vezes choramos por estarmos endurecidos e resistirmos ao confronto. Porém, por sermos discípulos de Jesus, nos quebrantamos, e o nosso choro será de arrependimento.

Ora, se nem mesmo Deus, que é puro amor, nos trata apenas nos fazendo rir, porque podemos esperar que o cônjuge faça isso?

Portanto, ao entrar no casamento, tenha clareza que você está descendo a uma das oficinas do Oleiro, onde Ele molda o barro. Nem sempre haverá risos. Haverá muitas lágrimas. Mas siga confiando que Deus está moldando a sua vida, para transformar o seu caráter e te fazer mais parecido com Jesus.




Post original de Anderson Paz 

para ler o original clique aqui

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

E se Noé tivesse um Iphone?


E se Noé tivesse um Iphone?
E se por acaso ele estivesse no Whats?
E se ele estivesse distraído batendo um papo no Face ou postando uma foto no Insta?
Ou se ele estivesse ocupado passando aquela fase do Candy Crush?



É muito importante estar no culto no sábado e no domingo, mas não só isso!
Deus é uma pessoa e quer falar comigo e contigo. 
Estamos ouvindo?
E, se é que conseguimos ouvi-Lo, estamos obedecendo?

Ou estamos ocupados/distraídos com coisas que "não têm nada demais"? 
Realmente não têm nada demais... desde que não gastemos mais tempo com isso do que com o Dono das nossas vidas (Ele realmente tem sido DONO da tua vida e do teu tempo?)

Ele respondeu: "Antes, felizes são aqueles que ouvem a palavra de Deus e lhe obedecem".
Lucas 11:28


Sejam praticantes da palavra, e não apenas ouvintes, enganando-se a si mesmos.
Tiago 1:22



"Noé era homem justo e íntegro em suas gerações; Noé andava com Deus." Gn 6:9

 ... e porque ele prestou atenção e obedeceu, todos nós estamos vivos!