segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Crente bêbado?! Pode?


"E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito" Ef. 5:18

Nessa época de festas de fim de ano, geralmente surge uma discussão tendo como base esse versículo... 


"-Mas então crente pode beber? Só não pode ficar bêbado? 

-Ou não pode nem um golinho? 
-Só pode tomar vinho porque é a bebida de que a Bíblia fala?"

Já ouvi tanta discussão a esse respeito, mas o que muitas vezes não percebemos é que Paulo fala muito mais além, algo muito mais sério do que beber álcool ou não! 


Por favor, leia comigo alguns versos mais:


"Pois, outrora, éreis trevas, porém, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz (porque o fruto da luz consiste em toda bondade, e justiça, e verdade), provando sempre o que é agradável ao Senhor. E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas; antes, porém, reprovai-as. Porque o que eles fazem em oculto, o só referir é vergonha. Mas todas as coisas, quando reprovadas pela luz, se tornam manifestas; porque tudo que se manifesta é luz. Pelo que diz: Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e sim como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus. Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais, dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo." Ef 5: 8-21

Espero que lendo o texto assim corrido (e grifado por mim) fique mais fácil de entender o que Paulo está dizendo. 
A palavra-chave aqui é dissolução! Lembra lá da química? 
"Em química dissolução é o ato de misturar um soluto em um solvente." 
"(dis.so.lu.ção). sf. 1. Ação ou resultado de dissolver(-se)." 

A dissolução é quando algo/alguém deixa de estar concentrado! 
Isso é muito mais profundo do que um gole de álcool. É fácil diluir nossa vida. Perder a concentração da presença de Deus em nós, misturar nossos interesses, nossos prazeres, nossa comodidade. 
Quando diluímos a presença de Deus em nós (e ela fica mais fraca), andamos como bêbados, não em linha reta, com um alvo, mas cambaleando, fazendo curvas, trocando as pernas sem saber direito onde vai. 
Quando estamos bêbados de nossos próprios interesses, assim como o bêbado de álcool, também não  enxergamos direito. Achamos aque algo ruim è a melhor coisa do mundo e nos atiramos de cabeça em uma furada. 

Hoje vejo muitos bêbados...
Bêbado de riquezas
Bêbado de interesses próprios 
Bêbado de conselhos errados
Bêbado de amizades que não levam pra perto do Senhor
Bêbado de entretenimento 
Muitos embriagados do mundo e do que ele oferece, mesmo dentro das igrejas...

Então o texto fala "DESPERTA Ó TU QUE DORMES... Vede prudentemente como andais" 
É tipo um "acorda seu bêbado! Olha bem por onde anda e não se engane!"

Há outros textos falando sobre não se embebedar com o mundo...

"Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele. Pois tudo o que há no mundo — a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens — não provém do Pai, mas do mundo. O mundo e a sua cobiça passam, mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre." I Jo 2:15-17
Um alerta que foi mais forte quando li: uma igreja que, apesar de não negar o nome do Senhor, é casada com o mundo:

"Ao anjo da igreja em Pérgamo escreva: Estas são as palavras daquele que tem a espada afiada de dois gumes. Sei onde você vive, onde está o trono de Satanás. Contudo, você permanece fiel ao meu nome e não renunciou à sua fé em mim, nem mesmo quando Antipas, minha fiel testemunha, foi morto nessa cidade, onde Satanás habita. No entanto, tenho contra você algumas coisas: você tem aí pessoas que se apegam aos ensinos de Balaão*, que ensinou Balaque a armar ciladas contra os israelitas, induzindo-os a comer alimentos sacrificados a ídolos e a praticar imoralidade sexual. De igual modo você tem também os que se apegam aos ensinos dos nicolaítas. Portanto, arrependa-se! Se não, virei em breve até você e lutarei contra eles com a espada da minha boca." Ap 2:12-16

* Balaão ensinou/aconselhou um rei inimigo a seduzir Israel e comprometer sua fé com a idolatria e a imoralidade. 



Meu desafio para esses dias de festas/férias: andar sóbria, enxergando muito bem, com os olhos espirituais a realidade e o caminho onde estou. Não como louca/bêbada, mas buscando concentrar-me  nas coisas do alto e buscando uma concentração da presença de Deus na minha vida!  



Quanto a tomar ou nao um golinho de vinho ou champanhe no ano novo.... Aí já é assunto pra outro post. 















quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Re...


"O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão". Mc 13:31

"As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade." Lm 3:22-23


Ainda há 5 chances de "Re..." nesse ano. Mas se não der, no próximo "Re..."! 


segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

"Aí morena, olha pra sorte!" Funk gospel


Pode parecer piada... heresia (funk, ohhh q horror! vai pro inferno ouvindo isso! hahaha) 
Engraçado até pode ser, mas a mensagem é BEM séria e direta para aqueles que dizem seguir a Jesus... 

O que mais me chama atenção é o 
"Adriaaaano, VIGIA!"... e a resposta do Adriano
"Não não, to brincando Senhor, tá tranquilo!"




Será que tá tranquilo mesmo!? 

"Não se deixem enganar: 'as más companhias corrompem os bons costumes'" I Co 15:33

Cuidado com aquela velha desculpinha que o diabo te faz acreditar: "Não tem nada a ver" ou "nem dá nada"

PS: vale lembrar que devemos ter cuidado com os lobos em pele de ovelha!!

"mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade (jeito de 'crente'), mas negando o seu poder. Afaste-se também destes." II Tm 3:4-5



Fora o puxão de orelha em tom de brincadeira que o Senhor nos faz, a música é uma comédia, com refrão do tipo chiclete... que te faz ficar os próximos 3 dias com o "chuta, chuta, chuta que é laço" na cabeça! 





terça-feira, 5 de novembro de 2013

Pra "ele"



"E temos portanto o mesmo espírito de fé, como está escrito: Cri, por isso falei; nós cremos também, por isso também falamos." 2 Co 4:13

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Halloween é festa cristã, então?



Era dia 31 de outubro de 1517 , que Martinho Lutero pregou suas 95 teses na porta da igreja em Wittenberg. Ele queria debater a venda de indulgências com seus colegas professores universitários. Ele escreveu em latim, mas as teses foram traduzidas para o alemão, e levadas para a imprensa, e permitiu que sua disseminação.

Por que o Halloween?

Claro que Lutero não estava brincando quando se aproximou da entrada da igreja em Wittenberg, mas é provável que não por acaso ele escolheu 31 de outubro. Há um outro ângulo para o Halloween que muitos não têm conhecimento mesmo cerca de 500 anos passados.A história de Halloween está envolta no mesmo mistério e confusão do feriado que é conhecida por celebrar. Alguns historiadores afirmam que a origem é realmente em festivais da colheita pré-cristãos, entre os pagãos, e que a ocasião foi posteriormente cristianizada quando o evangelho se espalhou pelo Império Romano, há quase dois milênios. Pode ser o caso de que as coisas começaram pagãs (como todos nós), mas pode ser que nós, cristãos, tenhamos deixado historiadores incrédulos obscurecerem as verdadeiras origens da festa de 31 de outubro.

"All Hallows 'Eve"
Uma coisa que está clara é da origem do nome e ela é cristã. O Halloween, em Inglês é a abreviação de " All Hallows ' Eve ", a noite anterior ao 01 de novembro, festa cristã de Todos os Santos (Hallows), que ao contrário do que muitos pensam ser uma celebração restrita à igreja católica, trata-se de um dia para lembrar e honrar a memória de todos os mártires e aqueles que em nossa história tiveram uma vida santa, devotada a Deus.


Quanto à "gostosuras ou travessuras", alguns afirmam que a celebração de "All Hallows 'Eve" pode ter se originado como tal ocasião para "fazer travessuras" com relação a Satanás, o mais arrogante dentre todas as criaturas, dando-lhe o que é mais ofensivo a sua arrogância: zombaria. Como Lutero dizia: " A melhor maneira de expulsar o diabo, se ele não vai ceder aos textos das Escrituras, é zombar e desprezar ele, pois ele não pode suportar o desprezo." Esse diabo orgulhoso.


Zombando do Diabo
Em seu livro "Concerning Halloween", James Jordan explica o raciocínio por trás disso : " para afastar Satanás de nós, o ridicularizamos". É por isso que surgiu o costume de retratar Satanás em um terno vermelho ridículo com chifres e uma cauda . (. . . )A idéia é ridicularizá-lo, porque ele perdeu a batalha com Jesus e ele não tem mais poder sobre nós. " Jordan continua... Assim, a derrota do mal e de poderes demoníacos está associada com o Halloween. Por esta razão, Martin Lutero afixou suas 95 desafios sobre as práticas perversas da Igreja no quadro de avisos na porta da capela de Wittenberg no Halloween. Ele escolheu o dia com cuidado, e desde então o Halloween também foi o Dia da Reforma Protestante.Quanto às crianças brincando de fantasiar-se "surgiu o costume de zombar do reino demoníaco ao vestir crianças com fantasias". De acordo com Jordan, a celebração do "All Hallows 'Eve" começou como "a brincadeira e ridicularização do paganismo pelo povo cristão", fato com o qual muitos historiadores tem problema, sem dúvida.


Famosa Primeira Tese

Indo além da data, e olhando para o que Lutero escreveu , vemos que a verdade de sua primeira tese poderia reverberar ao longo de sua vida, mesmo encontrando expressão em suas últimas palavras.
A primeira tese diz:
Quando nosso Senhor e Mestre Jesus Cristo disse: "Arrependei-vos ", Ele pretende que toda a vida dos fiéis fosse de arrependimento.
A vida cristã é feita do constante arrependimento. Pegar o caminho inverso do pecado e confiar na boa notícia de que Jesus salva os pecadores, não são meramente uma experiência inaugural, de uma só vez , mas a substância diária do cristianismo. O evangelho é para todos os dias e todos os momentos . O arrependimento é para ser contínua postura do cristão.


Famosas últimas palavras

Quase 30 anos depois, em 18 de fevereiro de 1546 , as últimas palavras de Lutero , escrita em um pedaço de papel , ecoou o tema humilde de sua primeira tese :

Nós somos mendigos! Isto é verdade.
Da primeira tese às últimas palavras, Lutero viveu ao pé da cruz, onde a nossa condição rebelde encontra-se com a beleza da graça abundante de Deus no evangelho de seu Filho, um evangelho profundo o suficiente para cobrir todas, pequenas e gigantescas, falhas de um mendigo como Lutero e mendigos como nós.




Para Todos os Santos
Por causa da graça de Deus e através de Lutero, 'All Hallows 'Eve" agora é tanto uma ocasião para chamar a atenção para o triunfo de Jesus sobre Satanás e seus anjos caídos, por meio de uma cruz sangrenta e de um túmulo vazio , bem como de um dia para agradecer a Deus , especialmente pelas Escrituras e as reformas iniciadas por santos imperfeitos como Lutero , Calvino, Zwinglio, e muitos visionários mais inomináveis.




Texto editado e traduzido por mim. 

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

“Que bonitinho… mas tá errado!”


"Estou a espera do meu príncipe, perfeito presente de Deus, que vai completar a minha vida" 

Ohhhh que romântico, que lindo... mas tá errado!

É a mais pura verdade, já sofri dessa ilusão... já machuquei e já fui machucada por achar que a vida era tipo conto de fadas, mas esse cara fala sobre o que entendo hoje e sobre o que infelizmente não é muito ensinado... 

Vale MUITO a leitura (e não é só pra mulheres, ok?)





Nos últimos anos temos visto o surgimento de ministérios dedicados a promover entre os jovens a valorização da pureza sexual e da espera em santidade pelo casamento. Não se pode negar que esses ministérios têm alcançado bons frutos. Em meio a tantos jovens que vivem mergulhados na lama da impureza e imoralidade, ministérios que tratem desses assuntos são de especial importância. Contudo, podemos perceber que o discurso de alguns desses ministérios, ao mesmo tempo que carrega méritos, também pode induzir certos jovens a uma expectativa irreal, uma espera por algo que simplesmente não existe. Com suas abordagens sobre “príncipes e princesas”, produzem uma visão excessivamente romântica da vida, própria dos contos de fadas, que é falsa e nunca se realizará. Exemplo disso está na frase abaixo, que foi publicada no Facebook por um desses ministérios:

“A pessoa de Deus para sua vida arranca sorrisos, e não lágrimas”.
A frase acima promove uma expectativa falsa, ilusória, pois simplesmente não existe a pessoa que só nos faça rir, posto que sempre estaremos lidando com pessoas pecadoras, tal como nós mesmos somos. As pessoas que amamos nos fazem chorar, da mesma forma que elas choram por nossa causa. Somos pecadores.

Quando alguém decide se casar, está casando com um ser humano, portanto, com um pecador. Ainda que seja um discípulo de Jesus, comprometido de todo coração em acertar, ainda assim é um pecador, falho, imperfeito. Portanto, muitas vezes o casamento não será um espaço de alegrias, mas um exercício de perdão. Paulo já nos disse que o amor é sofredor. Ele tudo sofre (I Co. 13:7).

Aquilo que só nos faz rir não é amor, mas é a paixão, cega, burra e ilusória.

Se Jesus nos diz que devemos perdoar nossos irmãos 70 vezes 7, certamente isso se aplica aos cônjuges. Antes de serem marido e mulher, os cônjuges são irmãos em Cristo, co-herdeiros da mesma graça de vida (I Pe. 3:7), e por isso o casamento é um vínculo em que se deve viver integralmente mandamentos como:

“Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo” (Ef. 4:32).

“Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou” (Cl. 3:13).


Se precisamos ter um coração perdoador, é porque sofreremos danos a serem perdoados.

Além disso, precisamos lembrar que o casamento cristão tem por propósito ser uma expressão da relação entre Cristo e a Igreja. Por isso, o casamento também deve ser visto como algo que Deus usa para nos fazer mais parecidos com Jesus, para moldar o nosso caráter. Um cônjuge que compreende esse propósito, não se fará cúmplice dos erros da outra parte. Não será como Safira, que foi cúmplice da mentira de Ananias. Muito pelo contrário, terá um coração disposto a, em amor, confrontar o pecado. E quando somos confrontados, muitas vezes choramos. Às vezes choramos por estarmos endurecidos e resistirmos ao confronto. Porém, por sermos discípulos de Jesus, nos quebrantamos, e o nosso choro será de arrependimento.

Ora, se nem mesmo Deus, que é puro amor, nos trata apenas nos fazendo rir, porque podemos esperar que o cônjuge faça isso?

Portanto, ao entrar no casamento, tenha clareza que você está descendo a uma das oficinas do Oleiro, onde Ele molda o barro. Nem sempre haverá risos. Haverá muitas lágrimas. Mas siga confiando que Deus está moldando a sua vida, para transformar o seu caráter e te fazer mais parecido com Jesus.




Post original de Anderson Paz 

para ler o original clique aqui

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

E se Noé tivesse um Iphone?


E se Noé tivesse um Iphone?
E se por acaso ele estivesse no Whats?
E se ele estivesse distraído batendo um papo no Face ou postando uma foto no Insta?
Ou se ele estivesse ocupado passando aquela fase do Candy Crush?



É muito importante estar no culto no sábado e no domingo, mas não só isso!
Deus é uma pessoa e quer falar comigo e contigo. 
Estamos ouvindo?
E, se é que conseguimos ouvi-Lo, estamos obedecendo?

Ou estamos ocupados/distraídos com coisas que "não têm nada demais"? 
Realmente não têm nada demais... desde que não gastemos mais tempo com isso do que com o Dono das nossas vidas (Ele realmente tem sido DONO da tua vida e do teu tempo?)

Ele respondeu: "Antes, felizes são aqueles que ouvem a palavra de Deus e lhe obedecem".
Lucas 11:28


Sejam praticantes da palavra, e não apenas ouvintes, enganando-se a si mesmos.
Tiago 1:22



"Noé era homem justo e íntegro em suas gerações; Noé andava com Deus." Gn 6:9

 ... e porque ele prestou atenção e obedeceu, todos nós estamos vivos!



sexta-feira, 27 de setembro de 2013

O dia que eu peguei uma jóia!

Pra quem me conhece, sabe que eu tenho um estilo, digamos, peculiar. Amo acessórios diferentes. 
Vivo encontrando bijuterias legais por aí, mas um fato menos conhecido é que gosto muito de jóias, as de verdade! (Obvio que não vou dizer "Vivo comprando jóias legais por aí, não tenho grana pra isso! hahaha) Mas o fato é que gosto, e por isso entendo pelo menos o bem básico... a pureza dos metais, a lapidação da pedra e por aí vai. 
Por conta disso, achei extraordinária a comparação da Mari sobre o assunto... vale a leitura! Especialmente para homens, mesmo que o assunto seja "jóias"



Certo dia eu estava refletindo sobre o valor das mulheres e também sobre aquela famosa comparação da mulher virtuosa com o valor de um rubi. Fiquei durante um bom tempo muito intrigada no assunto e tentando ir à fundo na minha filosofia sobre o que isso realmente significava.

Parei e pensei na comparação de uma bijuteria com a jóia verdadeira e qual é a diferença no processo que um homem precisa passar para obter alguma delas. Supondo que um homem quer comprar uma jóia para a sua amada, não qualquer jóia, estamos falando de um rubi, que tal? Para começar este não poderá ser "qualquer" homem, certo?

Antes de tudo, terá que encontrar uma joalheria que tenha um rubi à venda, algo não tão comum, o cliente precisará estar no mínimo bem vestido (ninguém vai comprar jóias de chinelo e regata, certo? É uma ocasião especial!). 

Terá que enfrentar as vendedoras profissionais do ramo e ainda por cima provar que tem condições de pagar por aquele produto, dinheiro este, que normalmente não é relacionado à 1 dia de trabalho, se considerar o valor de um rubi (pode passar de R$ 100.000), mas sim muitos, ou seja, muito suor para adquirir uma "simples" jóia.

A cantora Beyoncé, ao lado do marido usando lindas jóias com pedra de esmeralda.

Já o homem que quiser comprar uma bijuteria para a sua amada já não passará tanto trabalho pois o que ele procura pode ser encontrado rapidamente em qualquer lojinha de esquina. Não precisará estar arrumado, muito menos entender do assunto para saber qual comprar. O preço não passará de 1 ou 2 dias de trabalho (para uma pessoa de classe baixa). 

Não será necessário muito cuidado para guardar e manter, no final todas as bijuterias acabam parando no mesmo potinhos, cheios de outras peças que com o tempo perdem o brilho e a cor.

Deste mesmo modo é a mulher que se valoriza ao ponto de ser comparada com um rubi  e a mulher que não sabe quem ela  é e nem o seu valor, ao ponto se parecer com uma bijuteria. A diferença é clara, é gritante. Muitos homens queriam ter dinheiro e condições para adquirir coisas caras, inclusive jóias, mas não são todos que podem ter um rubi nas mãos. Será necessário trabalho e dedicação.  Somente compram jóias os homens que sabem o seu valor.

Achei a minha comparação incrível, ótima e edificante, mas parecia que eu ainda não conseguia entender a profundidade disto tudo. No outro dia, chegando no trabalho, tive que atender uma cliente, do tipo muito chic e elegante, o trabalho dela é vender jóias. Conversa vai, conversa vem, e cliente olha para mim e diz:

- Você está afim de encher o olhos? Me deixe te mostrar algo.

Ela se virou e tirou da bolsa diversas jóias incrustadas de diamantes, colocou na minha mesa e perguntou o que eu achava. Olhei aquilo e não pude acreditar, eu tinha quase R$ 50.000 em mãos, na minha frente. Foi assustador, nunca tinha passado por algo parecido. Se eu deixasse algo cair no chão, arranhar ou perder, logo estaria com uma dívida muito gorda que eu nem teria condições de pagar.

Elogiei as peças, claro, nem mexi muito e fui logo devolvendo, provavelmente demonstrando um claro nervosismo em ver tanto "dinheiro" em minha mesa. A cliente sorriu, guardou e logo depois foi embora. Naquele momento eu entendi o real sentido da minha comparação de jóias e bijuterias.

Kate Middleton usando uma das jóias mais poderosas do mundo.

Eu queria muito ter dinheiro para comprar um anel da minha cliente, o mais simples que fosse, mas não tinha. Não são todos que podem obter jóias, não são todos que podem obter você! Saiba que você tem um valor para Deus e a palavra diz que o valor de uma mulher virtuosa não é o mesmo que o de um rubi, mas muito mais caro!


Confie em Deus, busque a sua Palavra e se valorize. Seja essa mulher que tem um valor altíssimo, aquela que não perde o brilho e nem o valor com o tempo. Seja uma jóia!




Texto original da Mari no http://www.passarelaestreita.com quem quiser conferir, só clicar aqui

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

You got me!






"I KNOW THAT YOU'VE GOT ME RIGHT INSIDE THE PALM OF YOUR HANDS"
"Veja, eu gravei você nas palmas das minhas mãos" Isaías 49:16

"Paz que excede todo entendimento" (Fl. 4:7) É isso! E basta, não dá pra explicar...
Parece papo de doido, confiar o coração e o futuro a Alguém que não posso ver. Crer que Sua palavra é mais real do que qualquer outra coisa que me digam, ou mesmo qualquer coisa que eu veja!

Cada linha dessa música (vídeo acima: You steady my heart - Kari Jobe) é uma descrição perfeita do amor por Esse que também me ama, que cuida de cada detalhe. Já ouvi mil vezes e não conseguiria encontrar palavras melhores para descrever meus pensamentos, minha sensação hoje! Eu O amo e me alegra poder correr pro Seu colo, cantar no meio da 'bagunça' porque continuas sendo Lindo e Merecedor da minha música!


Sim, a dor faz parte da vida. Sim, Ele permite que eu sofra, mas ainda assim cuida de mim. Ele sabe o meu limite e jamais me faria passar por algo que não posso suportar.
Ele é sim real, e decido confiar Nele mesmo que pareça loucura. Decido persistir no que Ele disse, mesmo quando tudo parece impossível, quanto tudo parece ruir.
Mesmo quando dói, mesmo quando não faz sentido ou não parece dar certo.


"Each and every moment, what's good and what gets broken happens just the way that You plan"

"Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito." Romanos 8:28


Não duvido, confio e descanso em Ti, sabendo que TUDO quanto fazes é perfeito e que TUDO podes. Uma palavra da Tua boca e o mundo passa a existir. Um filho Teu clama e simplesmente paras o universo para abençoá-lo. Te amo Senhor e sei que és o maior interessado na minha felicidade!


Abraão também não duvidou do Teu amor e poder, mesmo que isso significasse abrir mão da Tua promessa e literalmente matar o filho que Tu mesmo tinha prometido e dado a ele. Decido fazer o mesmo!


"Assim como Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça." Gálatas 3:6

"E cumpriu-se a Escritura, que diz: E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus." Tiago 2:23

"Pois, que diz a Escritura? Creu Abraão a Deus, e isso lhe foi imputado como justiça." Romanos 4:3

"E não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus," Romanos 4:20




terça-feira, 20 de agosto de 2013

Desconhecido, te espero!

(tradução: "Nunca tema confiar um futuro desconhecido a um Deus conhecido!")

"Pela fé entendemos que o universo foi formado pela palavra de Deus, de modo que o que se vê não foi feito do que é visível." Hb 11:3

O que é visível foi criado a partir do invisível é o que a Palavra diz, se cremos que a Bíblia é a verdade, então o que é mais real?

Isso vai contra nosso raciocínio lógico, é exatamente contrário do que fomos ensinados a acreditar como sendo a realidade.

Se somos nova criatura, também nossa forma de pensar talvez precise mudar. Nossa noção de realidade é outra. Parece um papo meio matrix né? mas é mais ou menos isso mesmo... fomos ensinados a enxergar o mundo com uma lógica racional, que exclui as coisas espirituais. Quando conhecemos ao Senhor e a realidade do mundo espiritual, toda nossa forma de pensar e enxergar o mundo deve ser transformada!

(Não que eu esteja dizendo que isso é fácil!)

Precisamos todos os dias ajustar o foco da nossa mente! (Rm 12:2)

Só ficamos ansiosos e temos dificuldade de confiar nos planos do Senhor quando nossa mente não compreende a existencia da realidade espiritual e quando nossos olhos não a enxergam.

"Creu Abraão a Deus, e isso lhe foi imputado como justiça." Rm 4:3

Abraão recebeu o que era 'impossível' porque admitiu a realidade celestial para si.


"Quanto mais Te sinto de perto, mais tranquilo eu vou, tudo certo!"

terça-feira, 30 de julho de 2013

Num barquinho em meio a tempestade



Refleti ultimamente sobre passar por tempestades, ficar com medo... achando que vou morrer no meio de uma situação que parece muito maior do que eu. Sabe aquelas horas que parece que não tem mais jeito e a gente não vê saída?
Achei 2 situações na Bíblia falando de estar no barco no meio de uma tempestade horrível.
A primeira é do texto de Lucas 8.22-25. A segunda de Jonas 1: 1-15.

A diferença entre as 2 tempestades é que na 1a foi o Senhor que colocou seus discípulos lá: "Certo dia Jesus disse aos seus discípulos: Vamos para o outro lado do lago" Lc 8:22. Ele é Deus, acredito que Ele sabia da tempestade!  Jonas acabou no meio de uma tempestade porque fugiu da ordem de Deus: "Porém, Jonas se levantou para fugir da presença do Senhor para Társis." Jn 1:3
Ambas situações tratam de pessoas que conheciam a Deus e passaram por tempestades. A diferença está em como foram parar lá. Quando somos colocados em uma situação de tempestade por vontade do Senhor,  até para que nossa fé seja aperfeiçoada, podemos ter uma certeza: Ele entra no barco junto com a gente e Ele mesmo acalma a tempestade quando clamamos por Seu Nome. 

Já passei pela outra situação: me enfiei no meio de uma tempestade porque não quis ouvir o que Deus falou... até tentei dar uma enrolada do tipo o que seria Jonas falando: "Senhor, então eu vou e prego em Társis, ta? É melhor assim!" 
Mas se não foi isso que o Senhor disse, não adianta! Cheguei ao lugar de Jonas, me arrependi, me lancei ao mar e clamei pelo perdão do Senhor e creio que Ele perdoa e nos dá a chance de fazer a coisa certa! 

No momento sei que estou na tempestade obedecendo ao Senhor que me mandou pegar o barco e atravessar o lago. Estou segura de que Ele está comigo no barco. Nem por isso a tempestade deixa de dar medo às vezes, mas sei que posso clamar por Ele. Sei que Aquele que está no barco comigo é muito maior que qualquer onda, é maior que a tempestade toda, é Rei sobre ela e não perdeu o controle. Sei que está chegando o momento em que Ele dirá "Já basta!" e com a Sua ordem o mar vai se acalmar e a tempestade vai se desfazer. 
Até que esse momento chegue, descanso em Seus braços, procuro não olhar para as ondas, os raios e não prestar atenção ao vento, mas focar meu olhar Naquele que de dentro do barco me diz: "Confia em Mim, Eu sou contigo".  

Senhor, não tem sido fácil aprender a confiar em ti um dia de cada vez, mesmo que olhando a minha volta tudo pareça dar errado. Me ensina a ver teu carinho comigo mesmo quando me levas ao meio de uma tempestade!







terça-feira, 2 de julho de 2013

Uma bela pintura





"Eu queria ter mais que uma voz
Mais que um amor e uma vida pra Te oferecer
Pois Tu és muito mais que eu possa ter em meu ser

Tu és o Autor, Aquele que
Pintou com perfeição a (minha) vida
Tu és o Senhor, aquele que
Me amou e é O...

...Meu Deus, meu Senhor
Minha vida é pra Teu louvor
Meu Deus, meu Senhor
Minha vida é pra Teu louvor"


Não tenho palavras para agradecer pela obra que meu Pai, em Sua misericórdia tem feito em mim. É incrível  a capacidade que Ele tem de me amar apesar de todas as minhas mancadas... é lindo ver, pouco a pouco, a bela pintura que Ele tem formado na minha história. 
Nos últimos tempos o próprio Senhor tem me mostrado uma dessas mancadas. Como em uma visão, pude enxergar um homem, adulto, em um ateliê, dedicado a pintar um belo quadro com muito cuidado. Ao lado dele uma criança pequena que sorrindo, olhava admirada a habilidade de seu pai com o pincel na mão. A seguir, a criança pega um outro pincel e um pouco da tinta que o pai usava e resolve "ajudar" o papai a terminar o quadro. Sem a menos habilidade, ainda que com a intensão tão boa, a criança acaba fazendo uns rabiscos.
A 'visão' acabava por aí, uma cena simples, mas que o Senhor me mostrou sem bem mais profunda. Apesar de há muito tempo eu dizer que Ele é o meu Pai, que Ele comanda minha vida, mais de uma vez peguei outro pincel e tentei pintar eu mesma o quadro. Ainda que, com uma intenção ótima e achando que estava fazendo grande coisa (afinal, sou filha do pintor, sei como papai faz), acabei fazendo rabiscos que não faziam parte do quadro.
Precisei me arrepender, pedir perdão por minha falta de confiança e dependência Dele, que sabe muito melhor do que eu, como pintar. Pai, Tu és o Autor! Mais uma vez, devolvo o pincel e todas as tintas e peço que, por Teu amor, pinte sobre os meus rabiscos transformando-os em algo belo, como só Tu mesmo sabes fazer. 
Não me importa a vergonha de admitir que fiz o que não devia, conheço Teu amor e Teu perdão e minha vida é, acima de qualquer outra coisa, para Teu louvor! Para mostrar ao mundo o quanto meu Pai é um belo artista! 
 




sexta-feira, 31 de maio de 2013

Conferência Hope House

Cara, não tem o que dizer! Sabe quando vc simplesmente tem certeza q tá onde Deus te queria?
Que, é isso... "não tem nenhum outro lugar que eu deveria estar", "não tem nenhuma outra coisa", ISSO é o centro da vontade de Deus pra mim? Foi como eu me senti hoje. 


1ª noite da Conferência Hope House, bom d+... Deus marcou o encontro e foi lá falar cmg! 

Para aqueles que não puderam ir, segue aqui um pequeno resumo do que ouvi hoje, postado originalmente por Daniel Lopez no Desvendando o Original

Ativando o sobrenatural através da arte - Pregação Conferência Hope House (Porto Alegre)


“Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para, outra vez, estardes em temor, mas recebestes o espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai. O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus” (Romanos 8.14-16).

1-    No texto acima, o apóstolo Paulo deixa claro que Deus é como um pai que adota filhos.
2-    Mas o sinal de que alguém foi adotado pelo Senhor é o fato de ser guiado pelo Espírito Santo.
3-    Portanto, para que a pessoa seja feita “filha de Deus” (João 1.12) ela deve ser guiada pelo Espírito Santo.
4-    Portanto, para conduzirmos alguém para ser adotado por Deus, convém que esta pessoa conheça o Espírito.
5-    E não há maneira melhor de conhecer o Espírito Santo do que através da música, dos louvores, da adoração.
6-    Em seu livro Elaborações Musicais (1991), Edward Said ressalta a influência da música clássica na elaboração do espaço social, comparando as salas de concerto do século XX com os museus e bibliotecas.
7-    Todavia, as salas de concerto se diferenciam, pois a execução de uma orquestra se desenvolve em um determinado espaço e tempo, de modo que a performance desempenha papel crucial.
8-    É possível reler um livro ou visitar uma exposição de arte pela segunda vez, mas, segundo Said, “não faz sentido rever um concerto, embora a indústria fonológica tenha alterado isso consideravelmente” (p. 22).
9-    A música cria relações e espaços. No caso da música cristã, esta deveria promover um canal de relação com Deus e levar-nos a outro ambiente, que extrapola o físico em direção ao espiritual.
10-                     Em hebraico, a palavra “cantar” (shiyr) é semelhante aos termos “corda” (shôr) e “umbigo” (shôrer).
11-                     Isso porque o louvor é como uma corda que nos une a Deus, como um cordão umbilical que nos conecta ao Senhor e traz Sua presença para perto de nós, nos adotando como filhos e confirmando com nossos espíritos que somos filhos de Deus.
12-                     Mas não basta conhecer. Para ser filho, é necessário ser guiado pelo Espírito, como o apóstolo João afirma: “O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito” (João 3.8).
13-                     Para ser filho, é necessário ser nascido do Espírito. E quem é nascido, também é por Ele conduzido.
14-                     Em grego, o verbo “guiar” ou “conduzir” é ago, a mesmo termo que dá origem à palavra “pedagogia” (“conduzir a criança”). Ou seja, o Espírito nos conduz assim como um professor que educa seu aluno ou um pai que ensina seu filho.
15-                     Em hebraico, o termo para conduzir é nahag, como em Deuteronômio 4.27.
16-                     O curioso é que a palavra “tangedor” (nagan, 2 Reis 3.15) está diretamente relacionada nahag(“conduzir”).
17-                     Assim vemos que o tangedor, ao criar sons, melodias e harmonias, estabelece um canal de comunicação espiritual, de modo que o Senhor passa aguiar, conduzir e levar (nahag) o homem à compreensão de que, em Cristo, fomos adotados por Deus como filhos. Assim, aprendemos, na prática, que “Deus habita em meio aos louvores” (Salmos 22.3).
18-                     Ser guiado pelo Espírito significa deixá-lo conduzir nossa vida, como um tutor.
19-                     Quando passamos a ser guiados por Ele, recebemos o “espírito de adoção”, ou seja, Deus confirma em nosso espírito que somos seus filhos.
20-                     Em hebraico, não temos na Bíblia uma palavra específica para adoção. Hoje em dia, porém, o hebraico contemporâneo utiliza para “adotar” o termo la’amets, e para “adotado” a expressão me’umats (masculino) eme’umetzet (feminino).
21-                     Essa palavra é muito interessante, pois está relacionada ao termo bíblico ‘amats, que significa “forte” (Gênesis 25.23); “obstinado” (Deuteronômio 2.23); “corajoso” (Deuteronômio 31.6); “poderoso” (2 Samuel 22.18); “conseguir” (1 Reis 12.18); “corroborar” (2 Crônicas 11.17); “prevalecer” (2 Crônicas 13.18); “revigorar” (Salmos 31.24); “firmar” (Provérbios 8.28); “fazer escolha” (Isaías 44.14) e “reunir” (Naum 2.1).      
22-                     Relaciona-se com o termo matstsah, que significa “pão asmo”, ou seja, o pão sem fermento, que representa uma vida pura, que não foi corrompida pelo pecado, como Jesus nos ensinou (Mateus 16.6, 11, 12; Marcos 8.15; Lucas 12.1).
23-                     Relaciona-se com matsa', que significa “encontrar” (Gênesis 4.14). 
24-                     Relaciona-se a matsah, que significa “beber” (Salmos 73.10).
25-                     Saussure e as dicotomias.
26-                     Significante X Significado.
27-                     Essa relação entre significante e significado também pode ser aplicada à música.
28-                     Antônio Vicente Pietroforte, no texto A Língua como Objeto da Linguística (2004), escreve o seguinte sobre o tema:

O significante da língua é uma imagem acústica, que, quando se realiza na fala, forma uma substância sonora. Sendo da ordem do som, sua realização acontece no tempo, tomando a forma de uma duração. Contrariamente aos significantes visuais, que se realizam no espaço, os significantes sonoros, como os significantes linguísticos ou musicais, realizam-se no tempo, de modo que dois sons só se realizam em uma sucessão (PIETROFORTE, 2004).

25.                      Ou seja, na música, também há significantes e significados. Os sons também significam.
26.                      Temos, na Bíblia, exemplos claros de que os sons musicais têm significado especial na rede de comunicação entre o homem e Deus.
27.                      Em 2 Reis 3.15, vemos que Eliseu precisava receber uma mensagem de Deus, mas precisava criar uma atmosfera favorável ao contato divino.
28.                      Então, pediu que fosse trazido um músico.
29.                      E aconteceu que, enquanto “o tangedor tocava, a mensagem de Deus achegou a Eliseu”.
30.                      O curioso é que, em hebraico, a palavra “tangedor” (nagan) se relaciona com os termos “manhã” (nogah, Daniel 6.19), “luz”, “resplandecer”, “brilhar” (nagah, 2 Samuel 22.29, Jó 18.5, Jó 22.28), “resplendor” (negohah, Isaías 59.9), “aurora” (Provérbios 4.18) e “levar”, “conduzir”, “guiar” (nahag, Gênesis 31.18; Deuteronômio 4.27; 2 Samuel 6.3).
31.                      Isso porque a o instrumentista (nagan) é capaz de trazer a luz (nogah) divina e o resplendor (negohah) da glória de Deus através das notas musicais tocadas.
32.                      Assim, se estabelece, através da música, um canal de comunicação espiritual, composto por significantes e significados de natureza sonora, e o Senhor passa a guiar, conduzir e levar (nahag) o homem à compreensão do caminho, da verdade e da vida (João 14.6), pois “Deus habita em meio aos louvores” (Salmos 22.3).

Daniel Lopez é Bacharel em Teologia pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP), em Comunicação Social- Jornalismo pela UFRJ, Mestre em Linguística pela UERJ e Doutorando em Linguística pela UFF. É colunista do portal Lagoinha.com e Diretor de Teologia do Instituto Hope House.

www.desvendandooriginal.blogspot.com.br
  

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Dolorosamente perfeito


Devocional do dia, que acho ser interessante compartilhar, já que fala exatamente sobre o que Deus tem tratado (e MTO) em mim nos últimos meses. Falo não para orgulho meu, pois foi necessário que Ele me tratasse pela dor, já que não quis ouvi-Lo apenas pelo amor. 


Ele sorria e disfarçava a ira que podia explodir em qualquer momento. O pai do meu amigo era complicado, vizinho amável e prestativo, mas controlador e perfeccionista. 
Os filhos ainda estão feridos por nunca estarem à altura, ser incapazes de agir com perfeição ou satisfazer as exigências. A casa deles não tinha manchas, mas o pai era impiedoso, buscava a perfeição e levou seus filhos à destruição.
Jesus usou palavras duras contra os líderes religiosos fariseus, bons em culpar outras pessoas, sob a perspectiva perfeccionista da obediência à Lei. Ele declarou:  “Eles atam fardos pesados e os colocam sobre os ombros dos homens, mas eles mesmos não estão dispostos a levantar um só dedo para movê-los.” (Mt 23:4)

As pessoas que caíram sob o peso da Lei do Antigo Testamento e regras criadas pelo homem, não recebiam ajuda nem apoio dos fariseus. Eles davam a “Deus a décima parte até mesmo da hortelã, da erva-doce e do cominho”, mas não obedeciam “aos mandamentos mais importantes da Lei” (v. 23), os quais incluíam a misericórdia.

Jesus é misericordioso. Ao contrario dos fariseus, Ele “dará descanso” e afirmou que “o fardo que Ele nos dá é leve” (Mt. 11:28-30). Você ou alguém que lhe seja próximo é perfeccionista ao extremo? ( _o/ ... sendo tratada pela misericórdia de Deus) 

A sua busca por perfeição destrói outras pessoas? (infelizmente, sim... já machuquei muitos! Hoje vejo, me arrependo, pedi perdão ao Senhor e se, de alguma forma você que lê este post está entre estes a quem machuquei, por favor, me perdoe!)

Neste caso, é hora de tirar as algemas do perfeccionismo e substituí-las pelo fardo leve e amoroso de Jesus. Glorificamos a Deus ao fazermos o nosso melhor por Ele, mas não significa que seremos perfeitos em tudo.
Somente Jesus foi perfeito (Hb 9:14). Nossos esforços humanos não nos farão perfeitos (Gl 3:3). Em vez disso, imitemos o exemplo de graça e misericórdia que Jesus tem com o próximo, especialmente àqueles mais próximos de nós.

Texto base: Mt 23:1-24
Original retirado do devocional “Pão Diário, nº 16, pg. 148


quarta-feira, 24 de abril de 2013

Fé Louca



É exatamente o que tenho vivido... aos olhos humanos uma "fé louca", uma "confiança infundada em um Deus invisível". Creio em um Deus que não vejo, confio plenamente que Ele fará o que me prometeu, mesmo que para aqueles que olham minha situação (e em alguns momentos até para mim mesma) isso pareça simplesmente impossível. 

Tenho aprendido uma lição bastante óbvia, mas facilmente esquecida por nós... vejamos: quem criou o mundo e todas as coisas que vemos nele? Deus, que é invisível! Aquele que não vemos formou tudo o que conhecemos com o poder da Sua boca. Então, o que é mais real? Aquilo que vemos ou a realidade espiritual? 

Aprendendo essa 'simples' verdade, vejo que o deserto é, na verdade, uma ilusão quando enfrentado ao lado Daquele que faz todas as coisas. Apenas uma palavra Dele e toda a areia do deserto torna-se em um manancial!
Com isso, posso escolher o som dos anjos, me unir ao seu coral e cantar "Aleluia!"
Posso me alegrar no Senhor e louva-Lo mesmo por aquilo que não vejo, mas creio... afinal isso é mais real do que aquilo que meus olhos humanos vêem! 


"Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos."
Hebreus 11:1 (grifo meu)





Parte dessa letra (não conheço muitas músicas dessa cantora... mas essa me chamou atenção) também traduz um pouco dessa "loucura"

Eu escolho Te louvar com tudo o que sou
Do meu orgulho eu abro mão
Nada me impedirá

Tudo o que há em mim entrego em Tuas mãos
Pois nasci pra Te adorar
Com a minha vida Te louvar


Sei que fui criado para a Tua glória
Com todo o meu coração Te servirei

Eu escolho o som do Céu e eu canto "Aleluia!"
Pois És bem maior O mundo não vai me afastar de Ti
Eu escolho Teu caminho e eu vou pagar o preço
Pois És bem maior
O mundo não vai me afastar de Ti

Dá-me um coração consagrado a Ti
Totalmente fiel até o fim
Determinado a ver Teu Reino crescer





terça-feira, 9 de abril de 2013

"Deus está surdo"




  "A demora não significa que Deus não está ouvindo. Significa que Ele está preparando você para receber a resposta. Espere. Confie.

Muitas vezes já vi alguns posts falando: "espere, porque o Senhor está preparando o melhor para você" ... e até acredito, é verdade. A Palavra fala que o Senhor trabalha por aqueles que Nele esperam (Isaías 64:4). Porém, o que tenho aprendido nos últimos tempos é que o Senhor deseja trabalhar em MIM, Ele está também ME PREPARANDO para receber a Sua resposta. Tenho entendido na prática que, a aparente dificuldade e contratempo que eu esteja vivendo é, na verdade, demonstração do infinito amor do Senhor me preparando, me equipando e moldando para que eu esteja pronta para receber a resposta que Ele tem.
Talvez se o Senhor já tivesse me dado, por exemplo, aquela oportunidade de trabalho pela qual tenho orado, eu não saberia aproveita-la. Se o Senhor já tivesse te colocado no ministério com o qual você sonha, talvez você não conseguisse colaborar, porque sua forma de agir ainda não estar moldada pelo Senhor.  

Esperneamos como crianças birrentas achando que o Senhor não nos ama ou não nos ouve, quando, na verdade, é exatamente o oposto! É porque Ele nos ama que está trabalhando em nossa vida antes de nos entregar a Sua resposta, o Seu melhor! (Hebreus 12:5-8)

Como aprendi com alguns companheiros de caminhada que passaram pelo exército: "Quanto mais suor derramado no treinamento, menos sangue derramado no campo de batalha".  

Permita-se ser treinado e moldado pelo Senhor. Peça a Ele que lhe mostre o Seu amor e cuidado nessa situação.