quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Pescadores de Homens #2



Primeiro da série de resumos das palavras do Pr. Flávio Macedo que ouvimos no último final de semana. 

Amar ou não amar o mundo? 

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." João 3:16


"Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele." I João 2:15


E agora José????

Uma lição simples rápida e prática: o Senhor nos manda amar as pessoas que estão no mundo. Aqueles que, como nós no passado, não conhecem o amor de Deus, a sua Palavra e o Seu presente maravilhoso de vida eterna. Nesse sentido devemos amar o mundo (as pessoas que estão se perdendo) como Jesus amou.

"E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado. Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida. E não somente isto, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual agora alcançamos a reconciliação." Romanos 5:5-11

"E percorria Jesus todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas deles, e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo. E, vendo as multidões, teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não têm pastor." Mateus 9:35-36


Já no texto de I João somos advertidos a não amar o sistema do mundo, as coisas que ele nos oferece e que nos atrapalham na caminhada. Não devemos amar e nem tomar a forma desse sistema egoísta, corrupto, movido pelo dinheiro. Nem devemos nos deixar enganar pelas sutilezas que aparentemente são inocentes "não é do Senhor, mas também não tem nada de mal." Cuidado!! Essas sutilezas enrolam nosso coração e nos afastam de Deus!
"Toda a iniqüidade é pecado, e há pecado que não é para morte. Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca. Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno. E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna. Filhinhos, guardai-vos dos ídolos. Amém." 1 João 5:17-21

"E não sede conformados (ñ sejam parecidos, com a mesma forma) com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus." Romanos 12:2


LIÇÕES DO DIA:
"Não pensar ofende a Deus!" Crente precisa entender de Bíblia, conhecer a Palavra e saber bem no que crê!
"Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional." Romanos 12:1

"Liberdade não é fazer tudo o que quero, é não fazer aquilo que não devo!"
"Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam." 1 Coríntios 10:23
"Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma." 1 Coríntios 6:12


terça-feira, 25 de setembro de 2012

Pescadores de Homens #1



Durante o último final de semana participei do Retiro de jovens e adolescentes da Aliança Cristã e Missionária do RS. Foi um tempo muito bom, em que o Senhor falou claramente com aqueles que quiseram ouvi-Lo; Ele curou, restaurou vidas, relembrou promessas, reacendeu chamados... Decidi então colocar no ar uma série de posts sobre as mensagens que ouvimos lá e repartir com vocês um pouquinho do tanto que recebemos de Deus através do Pr. Flavio.

Mas antes, queria repartir o que o Senhor fala muito comigo sobre esse versículo que foi tema do nosso tempo lá:
"E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sobre a tua palavra, lançarei a rede." Lucas 5:5

O Senhor me fez pensar sobre quantas vezes oramos e pedimos ajuda a Ele porque "não sabemos o que fazer" em determinada situação, mas esquecemos que Ele é Deus sobre todas as coisas. 
Por que é tão fácil esquecer dEle nas coisas que estamos acostumados, achando que pra determinadas coisas não precisamos de Deus, "já temos experiência!"?
Simão era especialista no assunto em questão nesse texto. Ele era pescador, fazia isso para viver! Sabia muito bem o que estava fazendo! E depois de uma noite toda de trabalho Jesus manda ele jogar a rede de novo! Ele ouve a voz de Jesus e resolve obedecer ainda que aparentemente "sabia o que fazer" com uma rede na mão. Simão seguiu o conselho do Senhor, procurou ouvi-Lo e olha o resultado! Um milagre e Simão recebeu muito mais do que teria se tivesse ficado apenas no que ele sabia e pudia por ele mesmo. 

"
E, fazendo assim, colheram uma grande quantidade de peixes, e rompia-se-lhes a rede.
E fizeram sinal aos companheiros que estavam no outro barco, para que os fossem ajudar. E foram, e encheram ambos os barcos, de maneira tal que quase iam a pique." Lucas 5:6-7

sábado, 15 de setembro de 2012

O diabo falando a verdade


O título do post parece heresia, mas por favor não se escandalizem! Assistam o vídeo e prestem atenção na letra!


*vídeo originalmente enviado pelo Não morda a maça

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Reforma e Avivamento (A Mensagem de Esdras)

Buscando o avivamento tão prometido passamos inevitavelmente pela intimidade com Deus e pelo arrependimento!
 Arrependimento não tem a ver apenas com um choro, um sentimento de peso por algo errado e nem mesmo com o deixar o pecado apenas, não tem a ver com a aparência de cristão, mas tem a ver com o fruto e o crescimento gerado por esse arrependimento.
Arrependimento significa MUDANÇA NA FORMA DE PENSAR. É a demonstração em atitude daquele que decidiu obedecer ao 1º mandamento (Dt. 6:5), e amando a Deus sobre TODAS as coisas amaremos mais do que a nós mesmos e por isso deixaremos e odiaremos o pecado.
 Essas foram algumas das idéias que chamaram minha atenção da ministração no fim-de-semana aqui na igreja que frequento. 
Depois da palavra que ouvimos no Louvorzão aqui na ACM-POA, fiquei pensando sobre Avivamento, Arrependimento.. e "por acaso" achei esse post do Voltemos ao Evangelho
Segue aqui resumido e editado o texto de Wilson Porte que concorda e complementa, com base no livro de Esdras, o que ouvimos sobre arrependimento 




O livro de Esdras nos conta de um período da história de Israel em que depois de 70 anos, Deus os trouxe de volta à sua terra e à sua vida! O momento do retorno àquilo que os judeus consideravam sua vida. A história narrada neste pequeno livro é uma das mais queridas pelo povo de Israel. O livro assim se divide:
  • Soberanamente, Deus conduz o Império Persa em sua vitória sobre o Império Babilônico;
  • Soberanamente, Deus move o coração dos reis e governadores de todo o Império Persa a fim de que estes concedessem aos judeus todas as condições de retornarem à sua terra e reconstruírem sua vida social e religiosa;
  • Esdras nomeia as famílias dos que primeiro voltaram da Babilônia;
  • Em sua chegada, eles começam a reedificar os lugares sagrados, onde podiam se encontrar com Deus e ter comunhão com Ele;
  • A partir do capítulo sete, Esdras fala de um segundo grupo que voltou da Babilônia. Ele estava neste segundo grupo;
  • Um tempo após chegarem, descobriu que o povo mantinha-se com os mesmos pecados que fizeram com que a nação sofresse por setenta anos no cativeiro. Esdras se desespera e ora a Deus por misericórdia;
  • O livro termina com o povo se arrependendo de seu pecado e se comprometendo em corrigir os erros passados
Pois bem, quais foram estes pecados? No capítulo 9, Esdras nos conta que os príncipes vieram a ele e lhe contaram que muitos em Israel haviam se casado com mulheres que não temiam a Deus. Muitas mulheres haviam se casado com homens sem nenhum temor ou compromisso com Deus. E a união entre alguém que teme a Deus e alguém que não teme sempre foi condenada pelas Escrituras.
Por causa deste pecado, Esdras chora em alta voz, fazendo com que muitos homens e crianças se reunissem ao seu redor. Foi Secanias que rompeu o choro do escriba Esdras. E suas palavras foram um desafio para o povo: nos arrependamos e despeçamos nossas esposas e maridos com todos os seus pecados, vícios e idolatrias.
Se isso lhe parece pesado, talvez seja por que você não entendeu ainda o quanto o pecado, seja ele qual for, é pesado aos olhos de Deus. Deixar seus cônjuges aqui não significou um simples divórcio coletivo, mas um reconhecimento de que eles nunca deveriam ter desobedecido às Palavras do Senhor. De que eles estavam dispostos a fazer qualquer coisa para repararem este terrível mal. Veja que, em nenhum lugar da Bíblia somos incentivados ao divórcio. Deus odeia o divórcio, como Ele odeia o namoro/noivado/casamento entre seus filhos e pessoas que não o temem, amam e servem.
Isso não é para quem é forte o suficiente para fazê-lo. Isso é para quem O ama mais do que tudo neste planeta. Só pessoas arrependidas são capazes de abandonar seu pecado, não importando as consequências que isso traga.
Assim como aquele povo fez, Deus espera que eu você façamos também. Se você é filho de Deus, o pecado não deve ser abraçado e mantido dentro de você. Você deve lança-lo para longe de seus olhos e coração. Lute contra o pecado. Vença-o, ou ele vencerá você. 
O pecado jaz à porta, … mas sobre ele tu deves dominar (Gn 4.7). 
Fuja do pecado, busque a santidade. Se você não fizer isso, você nunca verá o Senhor! 
Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor (Hb 12.14)
Santificação traz paz, traz alegria, traz descanso para a alma. Não deixe de lutar para manter o pecado longe de sua vida.A história de Israel é um lembrete deste perigo. E o livro de Esdras, um consolo para aqueles que lutam contra o pecado. O livro de Esdras nos lembra que sempre será tempo de buscarmos reforma e avivamento no povo de Deus. O livro de Esdras nos conforta e consola com o fato de que Deus nunca deixará de cuidar daqueles que são dEle, não importando a distância que este povo tenha percorrido fugindo de Seu Deus.