quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Só um lembrete


Porque tem dias que tudo que precisamos é que alguém nos lembre o quanto temos valor!
Esse verso é um dos mais conhecidos e por isso, muitas vezes, esquecemos/ não nos damos conta da profundidade dessas palavras!
Não consigo imaginar demonstração maior de amor, expressa de forma individual e particular a cada um que aceita receber esse presente.

Gaste um tempo meditando nesse verso e deixe o Espírito Santo falar ao teu coração, renovando uma vez mais  essa verdade. Sinta o abraço de amor dEle. 


PS: vale ler o verso 14 também!

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Amarás o Senhor teu Deus

Antes de começar, quero deixar claro que não sou especialista em Grego e Hebraico, ao contrário, o pouquíssimo que entendo deve-se aos conhecimentos provenientes da minha formação em Letras. Dito isso, esclareço que o que escrevo aqui é a penas a forma com que o Senhor falou comigo. Se algum dos leitores mais entendido do original dessa palavra quiser contribuir com comentários, adendos ou mesmo me corrigindo, é muito bem-vindo. Lembrando sempre que o objetivo desse blog é o crescimento daqueles que lêem.
 


“Amarás o Senhor teu deus de todo teu coração, de toda tua alma, todo teu entendimento e toda tua força.” Dt. 6:5
Essa ordem é muito mais profunda do que as vezes conseguimos perceber... nela 4 aspectos do nosso amor ao Senhor são apresentados e se entendermos bem cada um deles, não há possibilidade de deixarmos o Senhor.
O primeiro fala de amarmos o Senhor com toda nosso coração, isso envolve nossa empolgação, nossa prioridade. No coração guardamos aquilo que é mais importante e nEle o Senhor deve ser o Rei. Ele deve decidir o que fica lá dentro! Se amo a Deus de todo meu coração, nada estará na Sua frente, minha prioridade deve ser Ele e o que Ele tem ordenado. Assim não ficarei atrapalhado com as coisas desse mundo e a Sua vida não será sufocada em mim (Mt 13:22).
O segundo tem certa ligação com o primeiro. Quando falamos da nossa alma, estamos falando dos nossos sentimentos, nossas emoções. Lembro que devemos amar nosso Deus com tudo que sentimos por Ele, demonstrar o quanto nos alegramos quando Ele fala conosco, o quanto nos emocionamos quando Ele nos toca.  Devo reagir a Sua presença de forma semelhante a qualquer outro relacionamento, correspondendo de acordo com a ação do outro, e já que Deus é sempre bom, como reagiremos?
O terceiro já trata de amarmos a Deus com nosso entendimento, trata da nossa inteligência, da nossa razão. Esse aspecto trata com a nossa racionalidade ( Rm 12:1), quando entendemos que o Senhor está certo, que a Sua Palavra é boa, o melhor pra nós. Nesse ponto decidimos firmemente amar e obedecer ao Senhor, mesmo quando nossa vontade é outra. Se entendermos esse aspecto, ficaremos firmes em nosso amor e não seremos enrolados quando as tentações desse mundo aparecerem. Por mais que nossos desejos humanos sejam fortes, decidimos amar o Senhor com nosso entendimento.
E o último e que foi mais surpreendente pra mim, fala da nossa força. O que significa que há situações em q nossa vontade não será de amar, e nem sequer entenderemos porque amar o Senhor é o melhor. Nessas situações a Palavra nos manda amar o Senhor com a nossa força! Mesmo quando não desejamos e muito menos entendemos, podemos ter a certeza de que mais a frente veremos o quanto vale a pena ficar firme em amar o Senhor e nos alegraremos em ter obedecido. Então quando nem a sua vontade, nem o seu entendimentos forem suficientes, ame o Senhor com toda tua FORÇA!


Jesus, Te amo (Samir Machado)

Preciso te amar de todo o coração
Vivendo o amor que um dia eu conheci
Descobri que ser feliz é te obedecer
Pois isso é o melhor que tens pra mim
Seguir tua palavra agora é o meu prazer
O mundo já não tem valor algum
Em comunhão com meus irmãos quero mostrar
Que hoje nossa vida é Teu altar

Jesus, te amo
De todo o meu coração
De toda a minha alma, todo o meu entendimento
Toda a minha força

domingo, 1 de janeiro de 2012

Feliz ano novo?



Chega a meia noite e dá pra perder a conta de quantas vezes ouvimos pessoas desejando que o ano que se inicia seja bom. Desejei isso no início do ano passado e não adiantou muita coisa...
A partir de hoje teremos 365 dias para FAZER com que esse ano seja bom! Não falo aqui, obviamente, de sair fazendo tudo que der na telha a cada dia. Falo de buscar a vontade de Deus a cada manhã, ouvir qual o Seu desejo pra aquele dia e então, realmente, cumprir Sua vontade naquele dia. Não adie o que o Senhor mandou fazer! Podem ser ordens que todos sabemos que Ele nos deu (como falar do Seu evangelho a toda criatura, conforme Marcos 16:15...) ou podem ser ordens mais pontuais (como honrar uma autoridade em determinada situação, matar o seu orgulho e pedir perdão a outra pessoa, resolver uma situação pendente, um relacionamento, uma dívida...)
Eclesiastes diz que há tempo para todo propósito debaixo do céu (Ec. 3:1). Precisamos buscar a vontade do Senhor e o Seu tempo, mas quando ouvimos Sua voz precisamos ser prontos em responder! Não sabemos o tempo que nos resta... não é prudente deixar para amanhã o que o Senhor já lhe mostrou que é tempo de ser feito!
Meu desafio de ano novo (primeiramente para mim, mas também aqueles que lerem esse post e concordarem) é constituído de algumas partes:
1) Buscar a vontade de Deus. Não apenas pedir que Deus me mostre Sua vontade, mas estar quieta o suficiente para ouvir a Sua voz e com disposição suficiente para negar a minha vontade e os meus planos para cumprir os dEle.
2) Responder prontamente ao que Deus me manda. Não apenas ouvir a Sua voz e entender, mas responder prontamente. Há coisas que precisamos pedir ao Senhor e apenas confiar, pois não estão ao nosso alcance; porém aquilo que está ao alcance de nossa mão realizar, o que depende de uma atitude simples nossa... o Senhor não fará. Um pedido de perdão, resolver um relacionamento ou conseguir um emprego, por exemplo, não são situações que se resolverão apenas com uma oração. Além de orar é preciso agir! Não quero deixar de receber nenhuma benção do Senhor por deixar a oportunidade passar.
Assim como um fruto colhido antes do tempo é azedo e não agradável para comer, o fruto que não é colhido no tempo apodrece no pé!
3) Ser perseverante na minha decisão de ouvir e agir. Não quero agir apenas nesse primeiro dia do ano, não quero apenas mais uma “promessa de ano novo”. Essa parte muito importante do desafio é lembrar a cada vez que as misericórdias do Senhor se renovarem (Lm. 3:22-23), que preciso renovar também minha decisão de fazer HOJE o que o Senhor mandou e receber a benção que Ele tem HOJE pra mim.
Senhor, não quero perder um segundo sequer do melhor da minha vida contigo!
Pra sempre eu quero viver
Como sacrifício vivo
Pra sempre poder te dar
A minha longa juventude
Viver cada dia como se eu estivesse às vésperas da tua volta
(Resgate)